terça-feira, 3 de julho de 2012

Mato Grosso Empaer e Prefeitura de Lucas do Rio Verde apostam na piscicultura no município



 
O piscicultor Joselino Almeida e o técnico e extensionista Esmeraldo Almeida
Joselino Almeida recebeu assistência técnica da Empaer para investimento em piscicultura em Lucas do Rio Verde
A Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer) e a Prefeitura Municipal incentivam a piscicultura na região de Lucas do Rio Verde (354 km ao Norte de Cuiabá). O agricultor familiar Joselino de Almeida, recebeu o apoio e assistência técnica da Empaer e Prefeitura para fazer funcionar seu empreendimento, que faz parte da Associação de Pequenos Chacareiros da Microbacia do Córrego Lucas, em funcionamento há dois anos, sendo que a venda de alevinos em sua maioria é destinada aos demais agricultores familiares da região.

“Há alguns anos, um ex-prefeito de Lucas do Rio Verde foi coordenador do Programa de Apoio ao Desenvolvimento de Iniciativas Comunitárias [Padic] e com recursos do Fundo de Desenvolvimento Agroambiental [o Fundagro] montou uma estrutura destinada à piscicultura, porém passados alguns anos essa estrutura nunca tinha sido utilizada para tal. Como o seo Joselino queria trabalhar com piscicultura nós, da Empaer, montamos um projeto para a Associação e a prefeitura, então, fez um contrato de parceria com a Associação, válido por dez anos e há dois anos, a Piscicultura Amazonas é tocada com sucesso pelo Joselino”, explicou o técnico e extensionista rural da Empaer, Esmeraldo de Almeida. 

Numa área de 3.6 hectares com 40 tanques, seo Joselino trabalha com alevinos de matrinxã, jatuarana, tambacú, tambaqui, pintado, pirarucu, tambatinga, piauçu  e curimba. Os alevinos são os filhotes de peixe vendidos na fase de larva, pós-larva, microalevinos e o alevino juvenil (entre 12 a 15 cm). Além da alevinagem, a piscicultura do seu Joselino trabalha com as matrizes (para reprodução) e alguns peixes para engorda (para consumo).

“Como adquiri experiência, trabalhando em uma piscicultura lá em Mutum por 12 anos, pensei em montar uma piscicultura pra mim e pra minha família trabalhar e nós só conseguimos realizar esse sonho com o apoio e orientação que tivemos da Empaer e da Prefeitura. A nossa produção neste ano já passa de dois milhões e 500 mil peixes de escama e 800 mil alevinos de pintado”, ressaltou o agricultor Joselino de Almeida.

A ração utilizada para alevinos onívoros é 36% (2,6 mm) e ração 45% proteína para carnívoros. O milheiro do pintado por exemplo, de 10 a 12 cm é R$ 1.000,00 e entre 12 a 15 cm sai por R$ 1.500,00 (que tem 90% de aproveitamento para engorda).
 
Postar um comentário