terça-feira, 26 de julho de 2011

Espécies de peixes da Amazônia chamam a atenção na Expoacre

Espécies de peixes da Amazônia chamam a atenção na ExpoacreImprimirE-mail
Terezinha Moreira (Assessoria Seaprof)
25-Jul-2011
Ministro da Pesca, Luiz Sergio, confirma presença em Encontro de Piscicultores

expoacre_1008-89s089s.jpg
expoacre_719980078d.jpg
expoacre_9498980789d.jpg
O público visitante da Expoacre 2011 tem oportunidade de conhecer o Programa de Desenvolvimento da Piscicultura (Foto: Assessoria Seaprof)
Num estande de mais de 144 metros quadrados, instalado ao lado do palco principal e na entrada do espaço destinado à produção agrícola, o público visitante da Expoacre 2011 tem oportunidade de conhecer o Programa de Desenvolvimento da Piscicultura. A ação prevê, além da construção de mais de cinco mil açudes com mais de três mil hectares de lâmina d´água, a construção de dois complexos industriais de beneficiamento do pescado - um em Cruzeiro do Sul e outro em Rio Branco.

As espécies amazônicas de peixes têm chamado a atenção dos visitantes da Expoacre 2011. Expostos em tanques, o pintado-da-amazônia, pirarucu, tambaqui, cuiucuiú e jundiá causam admiração e espanto tanto pelo tamanho - são espécies grandes - como pelo ambiente, segundo conta a servidora pública Letícia Sá. “O lugar é bem diferente, a iluminação deixa tudo muito exótico”, disse.

Além da exposição dos peixes, a Secretaria de Extensão Agroflorestal e Produção Familiar (Seaprof) levou para a Expoacre 2011 produtos como farinha de macaxeira e seus derivados, hortaliças, castanha-do-brasil, leite e seus derivados, apresentando as experiências do trabalho que desenvolve junto aos produtores familiares.

Encontro de piscicultores

O governo do Estado realiza nesta terça-feira, 26, no auditório da faculdade Firb, o I Encontro de Piscicultores do Acre. O evento pretende reunir mais de mil produtores familiares. O ministro da Pesca, Luiz Sergio, confirmou presença.

O encontro, que começa às 8 horas, com encerramento previsto para as 18 horas, abordará temas como a situação e atual perspectiva da piscicultura no Acre, que será coordenado pelo engenheiro de pesca da Seaprof e mestre em tecnologia do pescado Wallace Batista. O consultor do Programa de Piscicultura do Estado, Jaime Brum, apresentará o projeto do Complexo Industrial da Piscicultura. Já Martin Havelson, mestre em aquicultura, falará sobre a cadeia produtiva do pirarucu, pintado e tambaqui.

O tema "Industrialização e Aproveitamento do Pescado" será proferida pelo engenheiro de pesca, doutor em tecnologia do pescado e pesquisador do Instituto de Pesquisa da Amazônia (Inpa) Nilson Luiz de Aguiar Carvalho
Postar um comentário